Sons de Sonetos

Metafísica em Xeque


(Foto: André L. Soares)

.
.
.
METAFÍSICA EM XEQUE
(André L. Soares)
.
Penso na vida e vejo estrada larga,
farta de musgo, em chão todo de pedras,
na qual se correm léguas e mais léguas,
para, no fim, servir de pasto às larvas.
.
E se, pra alguns, as horas passam calmas,
muitos padecem sós, lutando às cegas,
atrapalhados com as próprias pernas,
presos a um ponto inerte da jornada.
.
Nessa vereda reta, rumo ao nada
resta-nos crer nos sonhos e nos mitos
(mágica, sorte, fé, conto de fadas);…
.
depositando, desde muito cedo,
tanta esperança em deuses infinitos,
pra não morrermos loucos e com medo.
.
.
.

.

Leia também:
Gritos Verticais /O Poema de Cada Dia /Poética Herética /Raiz de Cem /Sons de Sonetos

19 comentários »

Para Mercedes Sosa

(Foto: André L. Soares)

.
.
.
PARA MERCEDES SOSA
(André L. Soares)
.
Trouxeste luz, ao sul do continente
e, de repente, nós,… povos estanques,
éramos bravos, bons, belos gigantes
e muito maior o amor por nossa gente.
.
Soltaste a voz, quebrando a dor silente,
então nos vimos, bem melhor que antes:
milhões de irmãos, somando suor e sangue,
atrás do sonho,… passo firme, em frente.
.
Foste o clamor dos pobres deste solo
e também diva, lírica da ética,…
estrela-guia dos poetas mais audazes.
.
Hoje partiste, sem culpa e sem dolo,
pássaro livre,… flor e mãe da América,
agora, enfim, só vais cantar pros deuses!
.
.
.

.
Leia também:
Gritos Verticais /O Poema de Cada Dia /Poética Herética /Raiz de Cem /Sons de Sonetos

44 comentários »

Soneto em Dor Maior

(…)

.
.
.

SONETO EM DOR MAIOR
(Patrícia Neme)
.
O amor que eu me desejo, tem cheiro de alvorada,
tem cor de lua cheia, nas brisas de jasmim…
Amor que me incendeia nos sons da madrugada
e tece com estrelas, os sonhos que há em mim.
.
O amor que eu tanto espero, tem boca apaixonada,
seu coração galopa por meu começo e fim;
me entrega seus silêncios, su’alma desnudada…
É beija-flor imerso, na flor do meu jardim!
.
O amor dos meus cantares, de rimas passionais,
é puro qual o orvalho, tão vasto quanto o mar,
não anda por atalhos, seu rumo é só me amar.
.
Que venha em vôo breve, dos céus dos imortais,
e então a vida eu sinta, com todo o seu ardor…
E olvide a Dor Maior, que jurei, fosse o amor!
.
.
.

.

Leia também:
Gritos Verticais /O Poema de Cada Dia /Poética Herética /Raiz de Cem /Sons de Sonetos

13 comentários »

A Redenção de Narciso

(Foto: André L. Soares)

.
.
.
A REDENÇÃO DE NARCISO
(André L. Soares)
.
Tentei tornar mais forte o coração,
fazê-lo solo agreste, embrutecido,
que resistisse a tudo, enquanto vivo,
preso à certeza pobre da razão.
.
Assim buscando, fiz-me solidão,
somente tendo em mim gentil abrigo.
Pensava ser o muito que preciso;…
até que, sábia, a vida disse: – Não!
.
E eu sucumbi à graça do sorriso;
pus meu destino incerto nas tuas mãos;
provei do amor
o gosto era perfeito.
.
Agora vejo um mundo mais bonito:
não quero nada menos que a paixão;
nem busco o vil carinho dos espelhos.
.
.

.

.
Leia também:
Gritos Verticais /O Poema de Cada Dia /Poética Herética /Raiz de Cem /Sons de Sonetos

20 comentários »

Engano

(Foto: André L. Soares)

.
.
.
ENGANO
(Patrícia Neme)
.
Eu te percebo em vôo errante e vago,
cortejas flores, rondas os canteiros.
Perdido em cores, bebes, trago a trago,
orvalho e néctar, vãos e derradeiros.
.
Beijas a rosa, no cravo um afago…
Mas teus carinhos não são verdadeiros.
Teu rastro fala de dor e de estrago,
dos sonhos mortos… Todos passageiros!
.
Teus passos são volúveis, causam dano,
motivam pranto, angústia, desengano,
desfolhas vidas, sem pena, sem dó.
.
Tanta aridez… O que é do meu jardim?
Eu me pergunto, o que será de mim…
Assim tão triste, machucada e só!
.
.
.
.
.
Para ler mais poemas dessa artista, visite:
Patrícia Neme
.
.

.
Leia também:
Gritos Verticais /O Poema de Cada Dia /Poética Herética /Raiz de Cem /Sons de Sonetos

7 comentários »

Trabalha à Dor

(Foto: André L. Soares)

.
.
.
TRABALHA À DOR
(André L. Soares)
.
Muita coragem tem toda essa gente
que marcha firme, dia-a-dia pro trabalho;
é nosso orgulho: classe de operários,
pelas cidades, pelos campos,… sempre!
.
Há que ter força pra seguir em frente
sob a pressão infinita dos horários;
comendo a seco o pão dos proletários,
nessa marmita com batatas-quentes.
.
E se o Gigante é injusto com seus filhos
(matando à míngua o povo que batalha),…
em prol de quem explora o santo suor,
.
não tardará a justiça do oprimido,
a nos livrar, por fim, desses canalhas;…
…e quem trabalha vai ter mais valor!
.
.
.
.
.
Dedicado a todos os trabalhadores do Brasil e, em especial, a Augusto Boal e a Paulo Freire, operários da Arte e da Educação que, respectivamente, colocaram seu teatro e sua pedagogia a serviço da conscientização das massas, buscando sua libertação. Panfletário? Sim. Porque, infelizmente, ainda é preciso.

.

Leia também:
Gritos Verticais /O Poema de Cada Dia /Poética Herética /Raiz de Cem /Sons de Sonetos

24 comentários »

Gênesis

(Fotografia – André L. Soares)

.
.
.
GÊNESIS
(André L. Soares)
.
Por Tua vontade o nada se fez óvulo,
para gerar perfeito cosmo físico,
todo de gases, sólidos e líquidos
(mundos distantes, com um mesmo vínculo).
.
Os elementos voam (rotas em círculo),
pela explosão que expande luz e ritmo,
parindo estrelas (símbolos do místico)
na proporção divina de Teu cálculo,…
.
que muito além da mágica e da lógica,
supera mais de dois bilhões de séculos
(desse universo imune ao verbo trágico),
.
e acresce, à esfera azul, a melhor fórmula,
modificando a essência das moléculas,
até brotar a vida… e um ser fantástico!
.
.
.

.
Leia também:
Gritos Verticais /O Poema de Cada Dia /Poética Herética /Raiz de Cem /Sons de Sonetos

25 comentários »

O Beijo

(Foto: André L. Soares)

.
.
.
O BEIJO
(Clarrissa Yemisi)
.
Tu foste todo sombra noite a dentro
pairavas e tragavas e tossias
por entre mãos de fumo tão vazias
é em ti, somente em ti, que me concentro.
.
À grande custa, à força bruta, adentro
a tua fortaleza, carnes frias
e sinto exatamente o que sentias:
em tua alma o amor foge do centro.
.
Como quem quer livrar-se de uma pena
e nesse vão delírio traiçoeiro
é a si – mas não somente – que condena.
.
Depois tu vais embora sorrateiro
e a única ternura dessa cena
é o beijo no cigarro no cinzeiro.
.
.
.
.
.
Leia mais Clarrissa Yemisi em: Miolos de Pote.

.
Leia também:
Gritos Verticais /O Poema de Cada Dia /Poética Herética /Raiz de Cem /Sons de Sonetos

28 comentários »

Alma de Poesia

(Foto: André L. Soares)
.
.
.
ALMA DE POESIA
(André L. Soares)
.
Vem até mim essa mulher dos olhos dóceis,
zelar-me o ego, com carinho… que é sua força,
própria de quem nunca perdera o jeito moça,
mesmo que a vida tão sofrida assim lhe fosse.
.
Belos cabelos, cujo vento em vão contorce,
camuflam a aura, pura e frágil como a louça,…
esperançosa por reunir a paz que possa
e a liberdade que jamais lhe foi precoce.
.
Por sua palavra até a tristeza ganha graça,
sem haver tempo em que sua luz me seja escassa
principalmente, quando diante de sua face…
.
sou arrebatado de uma nudez que me devasse:
canção de amor lançada aos céus e o vento trouxe
e que em minh’alma fez morada e tomou posse.
.
.
.

.
Leia também:
Alma de Poesia /Gritos Verticais /Natureza Poética /O Poema de Cada Dia /Poética Herética /Raiz de Cem /Sons de Sonetos

25 comentários »

Soneto da Razão do Louco

(You Drive Me Crazy – Eikoweb)

.
.
.
SONETO DA RAZÃO DO LOUCO
(André L. Soares)
.
Se controlado, então passo a ser outro,…
mas, se me mostro livre e original,
a sociedade prima pelo igual
e logo diz que sou só mais um louco.
.
Se invento coisas, tal um deus absorto
– posto que em mim existe um mundo real –,
alguém me interna; e pra curar o ‘mal’…
…ganho torturas para a mente e o corpo.
.
Mas, alguém sabe sobre o certo e o errado?
Por isso indago;… e quem puder me diga:
– Serão malucos todos em suplício?
.
– Quem mais merece estar dentro do hospício:
o homem insano,… pronto para a briga?
ou,… o homem normal,… passivo feito gado?
.
.

.

.
Leia também:
Alma de Poesia /Gritos Verticais /Natureza Poética /O Poema de Cada Dia /Poética Herética /Raiz de Cem /Sons de Sonetos

53 comentários »

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: