Sons de Sonetos

Greve de Fome

em 20 novembro, 2007
(Family Ties – R. L. Cairns)

.
.
.
GREVE DE FOME
(Edson Amaro)
.
Ri o Rio riso raro! Faz pirraça
Garotinho! Político com fome?
Fazem dez mil piadas com seu nome
e à porta do edifício arruaça.

De lágrimas Rosinha uma cabaça
enche pra nos mostrar que se consome,
vendo murchar não só dele o abdome
como a reputação magra na praça.

Ensinou-nos um bispo venerando
quando impediu de um rio a remoção:
fazer greve de fome é pra quem pode.

Mas vendo um fariseu se lamentando
por ele crocodilos chorarão.
Tanta tristeza nos vale um pagode!
.
.
.

Anúncios

4 respostas para “Greve de Fome

  1. looking4good disse:

    Muito interessante este espaço com boa opção gráfica. Deixo aqui nota da efemeride da passagem do primeiro aniversário da morte de um dos maiores expoentes do surrealismo português, o poeta e pintor Mário Cesariny.

  2. inesperada temática para uma ousadia que releva este soneto.muito bom.

  3. Mélica disse:

    Oiii!Como sempre, teus textos são ótimo de ler!Passei pra ler as novidades e pra te desejar um ótimo fim de semana.. Beijos!

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: